Estudos e Pesquisas

Socioeconomia

Estudos de Impacto e Monitoramento Socioeconômico

Análise de Cenário e Riscos Sociais

Análise de Redes Sociais (ARS)

Mapeamento de Stakeholders

Estudos de Percepção Socioambiental

Os impactos de um empreendimento em um território são diagnosticados e analisados com rigor, por meio de técnicas de pesquisas diversas e em sintonia com as características do empreendimento e do território.
Para a elaboração dos estudos de impacto, são aspectos que consideramos como diferenciais:
 
  • Elaboração de estudos que respondam e sustentem ações de compensação e mitigação de impactos de forma a garantir a qualidade e modo de vida das populações impactadas.
  • Construção de processo de pesquisa que considera a escuta ativa das populações e a participação social na construção de análises e propostas de compensação e mitigação de impactos.
  • Apresentação dos resultados do monitoramento de socioeconomia em tempo real à pesquisa.

Estudos de Impacto e

Monitoramento Socioeconômico

 

Análise de Cenário e Riscos Sociais

Os estudos de análise de cenário e riscos sociais são organizados para definição de estratégias do planejamento da gestão social do empreendimento ou negócio em seus territórios. As análises são realizadas com base em pesquisas junto aos principais stakeholders internos e externos (pessoas, grupos, instituições públicas, privadas e do terceiro setor).

Buscamos com nossa experiência avaliar aspectos como a reputação institucional e o capital social do empreendimento/negócio para entregar análises e produtos associados à:

  • Construção de indicadores chave de monitoramento da gestão social do empreendimento/negócio.

  • Elaboração do Plano de compartilhamento de valor de investimentos em planos/programas/projetos de desenvolvimento territorial.

  • Conhecimento e reconhecimento da rede sociopolítica e de comunicação de territórios,

 

A análise de redes sociais (ARS) é uma metodologia de estudo de relações entre diferentes atores e tem sido muito utilizada em projetos em que as relações entre pessoas e instituições são parte importante da intervenção. Na ARS, buscamos mapear e entender de que forma as instituições se relacionam e organizam seu trabalho conjunto, quais são os recursos trocados entre elas e a importância destas relações para a manutenção de um ambiente de colaboração. Devido à sua versatilidade e à possibilidade de ser aplicada em uma série de cenários relacionais, esta metodologia tem sido cada vez mais utilizada em processos para organização da gestão social de empreendimentos e negócios em seus territórios. São exemplos práticos de produtos derivados da ARS:

  • Estabelecer indicadores do capital social de uma determinada entidade, comunidade, grupo, ou stakeholder;

  • Identificar as possibilidades de aproximação e vinculação de atores com uma determinada finalidade ou projeto.

Análise de Redes Sociais

(ARS)

 
 

Mapeamento de Stakeholders

O mapeamento de stakeholders é uma ferramenta tradicionalmente utilizada para a caracterização de perfil e posicionamento dos atores territoriais em função de um determinado projeto, empreendimento ou negócio. Como diferencial e sem custo adicional agregamos à esta metodologia a oportunidade de mapear os recursos, capacidade empreendedora e competências destes atores, vislumbrando a mobilização para a participação na promoção do desenvolvimento territorial.

Nesse processo diagnóstico de reconhecimento também é possível desenvolver estudos sobre temas latentes no território que podem ser tratados de forma específica em um contexto de projeto, tais como; meio ambiente, saúde, educação e trabalho. Além disso, o levantamento de stakeholders possibilita conhecer a maturidade institucional dos empreendedores locais e dos trabalhos já desenvolvidos. Com estas informações, ampliam-se possibilidades concretas e assertivas de relacionamento e desenvolvimento de planos/programas/projetos.

Os Estudos de Percepção Socioambiental são estratégias de pesquisa largamente utilizadas para referenciar o desenvolvimento de projetos com públicos diversos.


A partir dos estudos de percepção, é possível caracterizar temáticas e classificar o nível de informação e conhecimento dos grupos sociais acerca de questões relacionadas ao contexto socioambiental do território. São exemplos práticos de aplicação desses estudos ao longo de nossa trajetória profissional:

  • Proposição político-pedagógica de planos/programas/projetos de educação ambiental;

  • Caracterização temática e de públicos para o fomento de iniciativas de investimento social e de planos/programas/projetos de desenvolvimento territorial nas áreas de influência de empreendimentos públicos e privados.

Estudos de Percepção Socioambiental